segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Girassóis

Na semana, lemos o livro “O pote vazio”, de Demi, da Editora Martins Fontes.
__ E lá vem história chinesa, hein, gente?! Afirma Camily

Para quem não conhece, o livro conta  a história de um menino chinês chamado Ping, que adorava e cultivava muitas flores.

Para herdar o trono do Imperador, este resolve distribuir sementes a todas as crianças do reino e diz: “Quem provar  que fez o melhor possível dentro de um ano, será meu sucessor!”

Ping não consegue cultivar nada com aquela semente. As outras crianças chegam com lindos vasos de flores. Ping ficou envergonhado com seu trabalho, mas ao vir seu vaso, o rei se enche de alegria e encontra seu real sucessor, pois todas as sementes entregues às crianças estavam queimadas, portanto, somente Ping era verdadeiro.

Até o final da leitura, todos achavam que Ping ia conseguir fazer a germinação da planta, mas no final, viram que essa história é uma lição de vida. Conseguiram compreender que a verdade vem acima de tudo. Todos quiseram desenhar alguma parte da história.






Depois, os alunos leram um texto informativo que afirma que o girassol é um símbolo chinês de amizade e camaradagem. A semente sempre serviu de alimento para o povo, inclusive nos tempos mais difíceis.





Eles ainda conheceram a obra de “Ai Weiwei”, artista chinês, que junto a um grupo de artesãos, criaram, em porcelana, milhares de sementes de girassol para uma exposição em Londres.





No Canto de São Francisco, as crianças plantaram sementes de girassóis para observarem o crescimento da planta.  


Lília, coordenadora da escola, presenteou a turma com sementes de girassol para que experimentassem. Todos acharam que o gosto é bem parecido com o amendoim.



Na aula de artes, com a professora Talita, os alunos estão conhecendo um pouco da obra de Vincent Van Gogh. Lá, eles ouviram a história do livro "Érica e os girassóis", de James Mayhew, da Editora Moderna. Ainda fizeram releituras dos quadros.








Em breve, mais novidades!
Ana Antunes


3 comentários: